Dúvidas frequentes: Medidores de resistência e resistividade de aterramento

Tempo de leitura: 3 minutos

É comum que, durante o período de uso de um equipamento, surjam algumas dúvidas a respeito de seu funcionamento. No intuito de responder a estas dúvidas, a Sonel preparou um conjunto de perguntas e respostas, com as dúvidas mais frequentes sobre medidores de resistência e resistividade de aterramento.

Posso usar o método de pinças duplas (MRU-120, MRU-200, MRU-30, MPI-530) para todo tipo de aterramento?

Não. Apenas para medições múltiplas de aterramento, mas não conectado pelo subsolo, pois a corrente que flui pelo aterramento testado deve fluir em um circuito fechado pelo terra. O método de pinças duplas não pode ser usado para aterramento único, nem para anéis de aterramento.

Como realizar medições de eletrodo de aterramento quando a área é coberta por concreto e as sondas não podem ser inseridas no solo?

Se o sistema de aterramento não é interconectado no subsolo (anéis de aterramento, por exemplo), mas é conectada a outros elementos de aterramento, como para-raios no telhado, por exemplo, é possível usar o método de pinças duplas disponível para os medidores MRU-120, MRU-200, MRU-30 e MPI-530 (dispensando a necessidade de inserir as sondas no solo). No caso de aterramento único, este método pode ser aplicado quando o aterramento estiver conectado a um PE de rede (os resultados serão levemente exagerados, mas um erro nesta direção é aceitável). Para aterramento único, pode-se usar o método de loop de falha – um loop no circuito consistindo de fase e aterramento testado é medido, enquanto o circuito é fechado pelo terra.

Os resultados de resistência de aterramento são exagerados pois são aumentados pelos valores do loop de falha do circuito de alimentação. Porém, este método é suscetível a interferência da rede de energia e requer interpretação adequada dos resultados pelo operador (um valor muito baixo pode indicar que o circuito foi fechado por um elemento de metal).

Quando deseja-se aplicar o método de loop de falha para anéis de aterramento múltiplos, deve-se desconectar a alimentação do objeto testado e, então, desconectar todas as conexões de controle e conexões equipotenciais.

Posso aplicar a método de transiente de corrente (MRU-200) para medições de corrente em postes elétricos e estações sem desconectar seu aterramento?

Sim. Como este é um método de pulso, pode ser usado para medição de aterramento múltiplo, incluindo objetos como postes de energia, sem necessidade de desconectar seu aterramento (e isso requer o desligamento da linha).

Somado a isso, o padrão PN-EN 62305 requer medições de impedância de aterramento, que são realizados com o método de transiente de corrente.

Durante a medição, um fluxo de corrente elétrica (corrente de pulso) é simulado. A maior parte do aterramento desta corrente tem a parte inicial do eletrodo de aterramento, onde ocorrem as medições.

Devo desconectar o eletrodo de aterramento durante medições de impedância de aterramento (MRU-200) realizadas com o método de transiente de corrente?

Não.

Caso a sua dúvida não tenha sido atendida neste post, envie-nos um e-mail em contato@utili.com.br. Para mais informações, acesse o nosso site.

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.